Quercus | Dia de Portugal de Camões e das comunidades

Mais previsões: Tempo 25 dias

A natureza é uma fonte de inspiração para o poeta

Luís de Camões, um dos maiores poetas da literatura portuguesa e mundial, é amplamente conhecido pela sua obra épica “Os Lusíadas”. Terá nascido em 1524, há 500 anos, e morrido a 10 de junho de 1580.

Embora a relação entre a obra de Camões e a ecologia não seja comum, é possível interpretar aspetos de sua obra sob uma perspetiva ecológica. Camões descreve paisagens naturais e a relação das personagens com o ambiente nas suas viagens marítimas.

A natureza é uma fonte de inspiração para o poeta, associada ao amor e à representação da mulher amada. Nos seus sonetos, Camões descreve a natureza de maneira vívida e emocional, usando-a como metáfora para expressar emoções humanas. A natureza desempenha um papel importante na sua lírica, servindo como cenário para emoções humanas e como metáfora para expressar sentimentos complexos. A representação da natureza em Camões reflete as atitudes e crenças culturais do Renascimento sobre o ambiente. A obra de Camões pode ser usada para explorar e discutir questões ecológicas.

Um exemplo é o soneto “Árvore, cujo pomo, belo e brando” que termina assim:

“Se eu não te celebrar como mereces,
Cantando-te, se quer farei comtigo
Doce nos casos tristes a memória.”

Pode ser interpretado como uma celebração da natureza. É uma rutura com a tradição judaico-cristã que tentou apagar da face da terra todos os cultos ou venerações ante a natureza e particularmente as árvores. A bíblia está cheia de relatos e de apelos a abater as árvores específicas, que alguns consideravam sagradas.

Sugiro que

Procure alguns poemas de Camões, em qualquer biblioteca municipal por exemplo, encontrará poemas ligados à natureza, ao Sol e à Lua, a Vénus e a Diana, e aprecie a sua obra, pois é sempre surpreendente.

E lembre-se de ajudar a preservar o ambiente!

Artigo anteriorPonte de Sor | Ruminantes são essenciais para prevenir incêndios
Próximo artigoQuercus | Dia Mundial de combate à desertificação e à seca