8.6 C
Ponte de Sôr
Sexta-feira, Dezembro 2, 2022

Os novos cobradores de impostos

Só há uma coisa que o arguido não é obrigado a pagar: a indemnização à vítima. Daí o Estado lava as mãos.

As lavandarias da honra

É certo que as revelações de Carlos Costa atingem a imagem de António Costa e que uma decisão judicial favorável a António Costa pode contribuir para reabilitar a sua imagem.

Prevenir é o melhor remédio

Se queremos viver numa sociedade que respeite os bens alheios, os pequenos furtos têm de ter uma pena desproporcional ao seu valor.

Coluna Vertical – A arte e o lixo

Ao contrário das nossas sumidades intelectuais, qualquer homem do lixo ou mulher da limpeza consegue distinguir facilmente uma obra de arte de um monte de entulho.

Coluna Vertical – Gozar com o pagode

Mas essas leis, como agora se pode constatar, têm por única função enganar as instituições europeias e os portugueses, uma vez que, na hora de se aplicarem, nunca se aplicam.

A Igreja Católica

O que mais me choca nos abusos sexuais na Igreja Católica não é sequer o facto de ter havido os abusos. Infelizmente já nada me...

Coluna Vertical – Lula e Bolsonaro

Falta nos países latinos uma verdadeira educação para a cidadania que valorize a honestidade e o respeito pelos outros, repudie a corrupção e defenda a transparência, única forma de preservar o sistema democrático que, como todos sabemos, é uma criação cultural do mundo civilizado.

Coluna Vertical – Justiça

É que não há nada potencialmente mais perigoso para um cidadão, sobretudo se estiver inocente, do que ter à perna uma polícia que procura «escrever direito por linhas tortas».

Coluna Vertical – Os ratos e os vermes

Durante a guerra colonial, Luís Filipe Vieira foi mobilizado para Tete, onde a guerra, usando as suas palavras, “estava muito agreste”. Resolveu, por isso, pedir ao Alferes para o mandar a uma junta médica, acreditando que, desta forma, se conseguiria desenrascar.

Maquiavel e as leis

E o povo que elege os governantes pode não ter lido Maquiavel, mas os governantes, mesmo aqueles que o não leram, seguem à risca este seu conselho.

Coluna vertical – O PS e os seus anexos

Em Portugal, não vale a pena haver eleições, porque, seja qual for o resultado, nada de substancial muda, nem na forma de governar, nem forma de fazer oposição.

Coluna Vertical – As reformas para o crescimento

À semelhança dos nossos políticos e governantes, em vez de endireitar o quarto que estava torto, desalinhou todos os outros quadros que estavam direitos.

Coluna Vertical – As casas de banho sem género

Com a abolição das casas de banho por sexos, pretendem os fundamentalistas do género criar mais igualdade. Acontece que não só geram mais desigualdade como tornam as mulheres em empregadas de limpeza dos homens.

Coluna Vertical – Educar é essencial

Há que começar a gerir a derrota, felicitar o adversário e ensinar às crianças pequenas que não se chora: há que levantar e felicitar quem ganhou."

Coluna Vertical – Uma casa de putas

Porque, para os portugueses, a política é uma casa de putas, o que significa que qualquer pessoa que lá entre, por muito séria que seja, não se livra da fama.

Coluna Vertical – O sexo dos anjos

Portugal viveu trezentos anos sob o jugo da Inquisição e cinquenta anos em ditadura, o que significa que somos um povo que não só não valoriza muito a Liberdade como vive bem sem ela.

Coluna Vertical – Um país sem remédio

Sempre que algum governante decide levar a cabo alguma reforma, o resultado é quase sempre o contrário da finalidade pretendida. Em vez de resolver o problema, agrava-o.

Coluna Vertical – Os pais e os filhos

Os filhos funcionam como acelerador, mas os pais têm de ser o travão, caso contrário o carro despista-se na primeira curva.

Coluna Vertical – O meu avô

Aprendi com ele que só dá dinheiro aos filhos quem não tem mais nada para lhe dar. Ou, como ele me dizia: «só se deve dar dinheiro a um filho quando ele não precisar dele».

Coluna Vertical – Deixa arder!

A alternativa a esta solução, é deixar arder! Mas, pelo menos, poupem-nos das lágrimas de crocodilo dos senhores de Lisboa que, para além de não ajudarem a apagar os fogos, apenas contribuem para aumentar a revolta de quem aqui vive.

Destaques:

Notícia – Homem de 80 anos perde a vida na Barragem...

Quando os meios de socorro chegaram ao local a vitima já estava fora de água e um familiar com conhecimento em suporte básico de vida tinha efetuada manobras.

Publicidade

ES Creative